Blog - Momento Kulzer

Enfim, segurança financeira

Como tem estado sua situação financeira durante a pandemia? Em minhas pesquisas, descobri que os laboratórios de prótese que estão se saindo melhor já tinham conhecimentos básicos de gestão de negócios antes da crise e os implementaram de forma adequada.

Mantenha a liquidez – e financie de forma inteligente e calculável

Neste artigo, explicarei dois aspectos básicos sobre gestão de negócios para uma gestão bem-sucedida do laboratório de prótese: liquidez e financiamento. Além disso, darei cinco dicas práticas concretas e comprovadas que o levarão a ter mais segurança, decisões de gerenciamento personalizadas e melhores resultados.

Entendendo a liquidez …

Se os consultórios e laboratórios não têm dinheiro para cumprir com as obrigações de pagamento, como salários de funcionários, aluguéis e faturas pendentes, isso limita consideravelmente o escopo de ação e leva a um aumento dos custos. Se a incapacidade de pagar continuar, a insolvência é iminente. Além disso, a falta de liquidez muitas vezes causa considerável estresse psicológico para os proprietários.

… e suas possíveis consequências

Liquidez é definida como a capacidade de cumprir todas as obrigações de pagamento – quando são devidas. Mesmo que a escassa liquidez não leve necessariamente à insolvência, ela aumenta os custos em comparação com uma empresa que possui capital suficiente em mãos. As consequências comuns de problemas de liquidez incluem:

  • juros altos devido ao excesso de linhas de crédito
  • extorsão por bancos em negociações de empréstimos e más condições de financiamento
  • cancelamentos de financiamento e perda de força inovadora
  • lucros perdidos pela não utilização de um planejamento de possíveis descontos
  • custos de taxas de lembrete e sobretaxas de atraso de pagamento devido a atrasos de pagamento
  • perda de reputação e piores condições com os fornecedores porque os pagamentos são realizados fora do prazo
  • perda de reputação entre os funcionários devido a atrasos no pagamento de salários e espaço limitado de manobra ao decidir sobre aumentos salariais

A principal prioridade deve ser sempre garantir liquidez suficiente e apropriada. Mas quanta liquidez de curto prazo é aconselhável? Vamos dar uma olhada nos seguintes números simplificados, que simulam uma diretriz para “tempos de vacas gordas” com um ciclo econômico normal:

Custo de materiais e serviços externos: R$ 66.230,40.

Custos salariais: R$132.461,00

Aluguel: R$33.115,20

Outros custos fixos: R$33.115,20

Pagamentos de juros e resgate: R$13.246,10

Salário do empregador: R$52.984,30

Pagamentos regulares mensais totais: R$331.152,00

Como proprietário de um laboratório de prótese dentária, você está familiarizado com o fluxo mensal contínuo de pagamentos e retiradas do dia a dia. Primeiro, determine – como mostrado no exemplo – os custos de materiais, pessoal, aluguel e outros custos de administração e manutenção. Também leve em consideração os pagamentos de empréstimos e juros, bem como retiradas privadas em empresas individuais e parcerias como receita imputada do empreendedor. Este montante de pagamentos mensais regulares, deverá ser o valor mínimo disponível na conta do banco comercial no final do mês – após transferência dos custos totais incluindo ordenados e salários. Isso iria pré-financiar um mês de negócios diários.

Financiamento sólido evita surpresas desagradáveis

Você conhece a regra de ouro do financiamento? Requer a correspondência temporal entre o levantamento de capital e seu uso como ativo. Imagine que seu laboratório de prótese precise de uma nova impressora 3D DLP. Tem vida útil de oito anos. O empréstimo que você usa para financiar a compra deve ser executado pelo mesmo período. O capital emprestado e os ativos financiados com ele devem, portanto, ter o mesmo prazo. Resumindo: calcule o financiamento para garantir liquidez suficiente. No final do dia, você ficará melhor se basear suas atividades de negócios nessas duas regras econômicas básicas descritas neste artigo, que compreendem a liquidez e o financiamento inteligente. Na segunda parte deste artigo, você aprenderá cinco dicas concretas e detalhadas que irão auxiliá-lo efetivamente nisso.

DICAS DE LIQUIDEZ E FINANCIAMENTO – DIRETAMENTE DO LABORATÓRIO DE PRÓTESE

1: Observe os sinais de alarme

Você regularmente fica com sua conta descoberta no final do mês, após pagar seus salários? Então, este é um sinal claro de que alguma medida deve ser tomada. Fale com seu assessor tributário ou consultor de negócios e pondere junto com eles quais medidas você pode tomar para gerar um fluxo de caixa maior no futuro para melhorar sua liquidez.

2: Avalie corretamente as possibilidades para aumentar as reservas

Em épocas “de vacas gordas”, a medida mais importante para melhorar a liquidez é aumentar as vendas. Mas o que as empresas fazem em uma crise, como a que estamos vivendo, quando a reserva de liquidez precisa ser aumentada no curto prazo para se preparar para um possível segundo período de isolamento social – “lockdown”? As medidas óbvias incluem reduções de custos ou negociações com parceiros bancários. No entanto, as reduções de custo são inadequadas em crises temporárias. Em primeiro lugar, porque os efeitos só se fazem sentir a médio prazo. Em segundo lugar, porque a demanda dos pacientes aumenta rapidamente após a crise nos prestadores de serviços de saúde – e a equipe é necessária para responder com a mesma rapidez novamente.

  1. Ative as reservas ocultas

Você guarda ouro velho, restos de metais e limalhas por longos períodos antes de entregá-los para processamento? Então você está se comportando como muitas outras empresas. O resgate da sucata de ouro é uma maneira simples de converter reservas ocultas em dinheiro. Essas reservas ocultas podem ser realizadas de forma imediata e fácil em tempos de crise, especialmente porque os preços dos metais preciosos estão atualmente muito altos

4: Reconhecer e utilizar margem de manobra

Por outro lado, algumas empresas têm reservas de liquidez bastante amplas na forma de grandes depósitos bancários. Nesses casos, existe o risco de perda de lucratividade, e. g. devido à falta de juros ou inflação. No entanto, o efeito do baixo retorno sobre os fundos não investidos pode ser negligenciado no momento – se levarmos em consideração a fase de baixa taxa de juros que provavelmente continuará por um longo tempo. No caso de grandes saldos bancários, entretanto, deve-se considerar a distribuição desses saldos por contas em vários bancos. As possíveis vantagens: pode ser possível evitar ou reduzir as taxas de juros negativas e aumentar o seguro de depósitos em caso de crise bancária. Se você tiver grandes saldos bancários, pergunte aos bancos da empresa qual proteção de depósito eles garantem atualmente.

5: Escolha formatos de financiamento que sejam fáceis de calcular

Você sabe a diferença entre empréstimos bullet e empréstimos de anuidade? O empréstimo de anuidade é a opção segura: com financiamento calculado com base no prazo. Aqui, o financiamento dura tanto quanto o uso efetivo. Ao contrário, com os empréstimos bullet, o empréstimo não é reembolsado no prazo. Em vez disso, um fundo de investimento ou uma apólice de seguro de vida são economizados ao mesmo tempo – com o objetivo de ter economizado capital suficiente no final do prazo para que o empréstimo possa ser reembolsado em um único valor. Banqueiros ou provedores de serviços financeiros geralmente prometem que uma quantidade considerável de capital será economizada além do valor do empréstimo para a aposentadoria. Isso parece bom no começo.

Mas e se, por exemplo, prazos de reembolso muito longos fossem escolhidos para empréstimos iniciais de laboratório e, ao mesmo tempo, os produtos financeiros para a economia não gerassem o retorno planejado (e necessário)? Isso costuma acontecer, com a consequência de lacunas de financiamento que precisam ser cobertas em idade avançada. Outra desvantagem são as taxas que são cobradas duas vezes: como juros sobre o empréstimo ao longo de todo o prazo, bem como por altas comissões e / ou prêmios de despesas para o produto de poupança. Portanto, sempre separe o financiamento das transações de investimento e evite empréstimos bullet – mesmo se eles forem vendidos para você como um modelo de economia de impostos.

CONCLUSÃO

Um bom empresário em uma empresa de pequeno ou médio porte financia investimentos de forma inteligente e calculável, garantindo assim liquidez suficiente em seu laboratório de prótese. Em “tempos de vacas gordas” e em “tempos de vacas magras” é importante permanecer o mais independente possível dos bancos, e você será capaz de resistir a crises ainda mais difíceis.

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta

Senhor Jesus