Blog - Momento Kulzer

5 dicas para uma gestão eficiente do estoque do seu Consultório ou Laboratório de Prótese

Ter um bom controle de estoque é fundamental para ter sucesso em qualquer tipo de negócio. Apesar disso, essa gestão muitas vezes não é realizada por desconhecimento de técnicas simples e eficazes.

Preparamos neste post dicas fáceis de como realizar a de forma eficaz a gestão do seu estoque.

Mas para começar: O que é Gestão de Estoque?

Fazer Gestão de Estoque é ter o controle eficiente de mercadorias armazenadas, sem que haja excessos ou falta de produtos, pois ambos os casos podem gerar prejuízos para o negócio.

É importante reconhecermos que mercadoria parada é igual a dinheiro parado e isso pode afetar diretamente seu capital de giro! Por outro lado, a falta de algum produto pode fazer com que um paciente não seja satisfatoriamente atendido durante sua consulta, o que é igualmente grave.

Controlar o fluxo de entrada e saída de mercadorias garante que não haverá falta de produtos, extingue perdas por vencimento, além de melhorar as negociações com seus fornecedores!

Então lembre-se, ter uma Gestão de Estoque eficaz, beneficia o seu negócio em diversos fatores:

  1. Otimização do seu fluxo de caixa;
  2. Ter controle de vencimento de produtos (o que é algo crucial para quem trabalha com produtos para saúde!)
  3. Mapear os produtos de maior e menor giro
  4. Garantia de ter o produto a mão sempre que precisar, projetando suas compras com antecedência;
  5. Otimizar e melhorar a negociação com seus fornecedores.

Dicas para uma gestão eficiente do seu estoque

  1. Crie regras e padrões para organizar seu estoque

O local onde você armazena suas mercadorias deve ser organizado e limpo. Além disso, deve-se observar as características de armazenagem de cada produto especifico, como temperatura e umidade ideais. Procure estabelecer uma metodologia de armazenagem: com lote virado para cima ou produtos que vencem primeiro ficam à frente do que vencem depois, por exemplo.

  1. Realize um inventário de forma periódica

Quinzenalmente? Mensalmente? A periodicidade em que o inventário será feito depende do giro do seu estoque, porém é importante que seja feito sempre na data estipulada. Liste todos os produtos armazenados, a quantidade e a validade de cada um.

  1. Controle o fluxo de entrada e saída de materiais

Conforme os produtos vão sendo comprados ou acabem, faça o controle deste fluxo para constatar no seu giro de estoque. Uma dica é centralizar essa atividade em um funcionário pois as diferentes etapas do processo do controle precisam estar bem definidas e claras para a pessoa responsável.

  1. Defina datas periódicas para compras

Defina seus fornecedores de confiança e faça pedidos programados. Com isso você minimiza seus riscos e não vai ficar na mão. Além disso, com um volume constante de compras é possível negociar preços, frete ou melhores condições de pagamento. Antecipar pedidos de produtos que você já sabe quanto e quando vai precisar te ajuda a ter mais flexibilidade na hora da negociação. Se deixar para a última hora, terá que pagar nas condições que o fornecedor impor.

  1. Defina quantidade máxima e mínima (estoque de segurança) para cada item

A quantidade que você terá em estoque de cada item depende de cada caso: qual o giro, em quanto tempo o fornecedor te entrega, se há sazonalidade, etc.

Para calcular quanto ter em estoque veja o giro do estoque (velocidade de rotatividade), preço pago (e possibilidade de economia caso faça pedidos maiores), velocidade de entrega do seu fornecedor e o tempo entre o recebimento da mercadoria e a data prevista em que será utilizada. Com isso, você conseguirá definir quanto e quando comprar de cada item.

DICA BÔNUS: O Sebrae, desenvolveu uma planilha simples para apoiar de forma fácil e rápida o Gerenciamento do Estoque. Faça o download e comece agora mesmo.

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta

Senhor Jesus