Blog - Momento Kulzer

5 dicas para a obtenção de moldagens de qualidade

Otimize seu fluxo de trabalho

Otimize seu fluxo de trabalho
A precisão na moldagem é um dos pré-requisitos mais importantes para restaurações perfeitamente adaptadas e duradouras. A moldagem deve reproduzir todos os detalhes com a maior precisão. Um resultado satisfatório depende de vários fatores inter-relacionados. Além da qualidade do material de moldagem, deve-se atentar a uma correta manipulação e escolha da moldeira adequada, que tem um papel importantíssimo para a obtenção de um bom resultado.

Seleção e preparo das moldeiras

1 – SELEÇÃO DE MOLDEIRA
Escolha uma moldeira não perfurada para moldagens com material altamente viscoso (material altamente denso).

Com um material viscoso (material denso) você pode usar a moldeira perfurada e a não perfurada para a moldagem.

 

2 – TAMANHO DA MOLDEIRA
A escolha de uma moldeira de estoque adequada contribui para uma moldagem bem sucedida. É importante que haja uma distância de pelo menos 3 mm entre a parede da moldeira e as estruturas a ser moldadas. À primeira impressão, a moldeira pode parecer estar encaixando bem. No entanto, é importante dar uma analisada com mais atenção. A mandíbula pode ter grandes áreas retentivas. Neste exemplo, há espaço suficiente na vestibular, mas na lingual a parede da moldeira fica muito perto dos dentes a serem moldados.

3 – SELAMENTO DA MOLDEIRA
O selamento pode se tornar necessário em moldeiras sem delimitação na região posterior (por exemplo, a moldeira de Ehricke). O selamento desta região da moldeira evita falhas de fluxo impedindo de o material extravazar da moldeira (veja imagem negativa).


Use uma cera pegajosa na região periférica para o selamento da borda da moldeira. Esta cera é facilmente moldada sob temperatura ambiente.

4 – PREPARO DA MOLDEIRA
Aplique uma camada fina de adesivo com um pincel descartável para conseguir uma ótima adesão entre moldeira e o material de moldagem. Então deixe o adesivo secar de acordo com as instruções de uso.

 

5 – INSERÇÃO DE MOLDEIRA EM BOCA
Para permitir uma ótima adaptação do material de moldagem e minimizar o risco de falhas por escoamento inadequado do material de moldagem, insira a moldeira na boca lentamente. A moldeira é empurrada lentamente em posição da parte de trás para a frente e, em seguida, mantida em posição sem a aplicação de mais pressão.

 

Imagem do autor

Dr(a). Kulzer Brasil

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta