Blog - Momento Kulzer

Importância do Crescimento Global

Multimorbidade e polimedicação

  • A ocorrência simultânea de várias doenças crônicas, conhecida como multimorbidade, está crescimento. As doenças geralmente não existem independentemente uma da outra – as consequências da doença, limitações funcionais e terapias medicamentosas necessárias estão ligadas de maneira complexa. Como resultado, polimedicação, ingestão permanente de cinco ou mais substâncias, está se tornando cada vez mais comum. Aqui estão alguns dados levantados sobre o assunto.
  • A multimorbidade se espalhou em todo o mundo e se tornou mais prevalente nos últimos anos.
  • As pessoas mais propensas a desenvolverem essa condição são os idosos.

  • Pessoas com o menor nível econômico são de 1,2 a 1,9 vezes mais propensas de ser afetadas pela multimorbidade comparado às pessoas de melhor nível sócio-econômico.
  • As seguintes doenças são associadas uma à outra:
    – Anticoagulação e sangramento intenso simultâneos
    – Dor e hipertensão ou comprometimento renal.
    – Depressão
    – Obstrução pulmonar crônica
    – Fragilidade emocional e drogas psicotrópicas
    – Quedas frequentes e doenças psiquiátricas / psicossomáticas

 

  • O somatório de doenças é diferente entre homens e mulheres: distúrbios metabólicos cardiovasculares são menos comuns em mulheres, enquanto que doenças psicogeriátricas são mais comuns.
  • Para cuidar de todas essas doenças, vários tratamentos são indicados levando assim ao que é chamado de polimedicação.
  • 33% das pessoas com mais de 65 anos tomam mais de cinco prescrições de acordo com estudo realizado em um país desenvolvido.

  • Quando cinco medicamentos são prescritos, eles influenciam um ao outro e criam 10 combinações no organismo.
  • O número de efeitos colaterais indesejados aumenta com o número de diagnósticos.

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta

Senhor Jesus