Blog - Momento Kulzer

Interação harmoniosa com o paciente

As dificuldades no relacionamento interpessoal constituem uma fonte significativa de estresse no dia a dia clínico. A interação bem-sucedida com o paciente tem efeitos positivos e relaxante.  Mas como podemos oferecer atenção personalizada aos pacientes, apesar de regulamentos rigorosos de atendimento e de proteção de dados? Isso foi o que perguntamos ao Dr. Ulf Krueger-Janson, um dentista de atuação internacional com uma clínica próspera em Frankfurt na Alemanha.

Kulzer: QUAL É A SUA EXPERIÊNCIA EM GERENCIAR O RELACIONAMENTO COM OS SEUS PACIENTES EM TEMPOS DE EXIGÊNCIAS ALIMENTADAS PELA PROTEÇÃO DE DADOS?

Dr. Ulf Krueger-Janson:  Uma relação amigável  com os paciente  contribui significativamente para uma interação positiva. Toda a equipe do consultório se beneficia com isso e ficam notavelmente menos estressada.

Kulzer: COMO PODEMOS NOS DIRIGIR AOS PACIENTES PARA FAZÊ-LOS SE SENTIR BEM-VINDOS?

Dr. UKJ: Essa é uma questão crucial, envolver-se em contato visual, demonstrar interesse pelos pacientes, sua origem, nome e ocupação. O paciente se sentirá valorizado, e essa pode ser a chave para estabelecer uma relação aberta e confiável. “O que posso fazer por você?” É outra questão central. Eu posso aprender muito sobre a motivação do paciente, além do principal motivo de sua visita. Além disso, posso descobrir por que o paciente decidiu me escolher como seu dentista. Isso me dá a chance de descobrir mais sobre minha reputação no mundo real e digital. Além disso, podemos perguntar sobre as expectativas dos pacientes. Esse conhecimento é fundamental para criarmos um vínculo com o paciente e evitar o estresse durante o tratamento. Tais perguntas ajudam a iniciar um processo aberto e uma comunicação confiável.


Kulzer: EM QUAIS MOMENTOS DURANTE O TRATAMENTO DEVEMOS DEDICAR UMA ATENÇÃO ESPECIAL À INTERAÇÃO COM O NOSSO PACIENTE?

Dr. UKJ: Reserve tempo suficiente para a primeira visita, evitando realizar um atendimento acelerado. Tente não interromper o fluxo de fala do paciente, ele deve ter a oportunidade de explicar seu problema. Além disso, não faça o diagnóstico às pressas, invista o tempo necessário. Por exemplo, certifique-se de envolver o paciente ao avaliar o Raio-X e Descreva precisamente as patologias encontradas e alternativas de tratamento.

Kulzer: BASEADO NA SUA EXPERIÊNCIA O QUÃO PROFUNDAMENTE DEVEMOS ENTRAR EM DETALHES COM OS PACIENTES?

 

Dr. UKJ: Minha experiência diz: Irradiar competência. Explique as descobertas e possíveis abordagens de tratamento em detalhe. Esclareça, por exemplo, a influência que um tratamento específico tem na prevenção de cárie, ou na preservação do dente sadio (estrutura e função). Podemos mostrar nossa competência estética iniciando com restaurações menores, por exemplo, uma restauração cervical que combina perfeitamente com forma e sombra de um dente. Além disso, ajuda o paciente a visualizar o possível resultado do tratamento. A visualização é um componente essencial da interação positiva com o paciente. Por isso, tenha material de demonstração em mãos. Um mock-up, por exemplo, é útil para demonstração antes do tratamento estético. Um encerramento também é uma excelente ferramenta para ilustrar tratamentos restauradores-protéticos, bem como fotografias de tratamentos.

Kulzer: FALANDO EM SITUAÇÕES COMPLEXAS: E SE O TRATAMENTO EXIGE MAIS DO QUE POSSO LIDAR?

Dr. UKJ: Estabeleça uma rede de especialistas ao seu redor que possa apoiar com conselhos e com quem você pode cooperar muito bem: isso incluirá Laboratórios de Prótese experientes, Ortodontistas, Cirurgiões, Endodontistas, Periodontistas, entre outros. Considere as etapas críticas de tratamento e suas alternativas, caso novas patologias aparecerem durante o tratamento. Encaminhe pacientes “mais complexos” a um especialista cedo. Esteja ciente de que você não pode tratar todos os pacientes. Para resumir, devemos ouvir sempre e analisar todo o paciente. Um bom relacionamento com o paciente não só contribui para o longo prazo (fidelidade do paciente), mas diminui significativamente o estresse para toda a equipe da clínica.

Informações pessoais:

Dr. Ulf Krueger-Janson dirigiu uma clínica odontológica em Frankfurt, Alemanha, desde 1991. Seu trabalho concentra-se em estudos interdisciplinares e os campos de Implante, Próteses e restaurações em cerâmica. Ele é vice-presidente da Sociedade de Restauração e Regeneração Odontológica Conservadora da Alemanha e membro certificado da ESCD (Sociedade Europeia de Odontologia Cosmética).

Ulf Krueger-Janson Stettenstraße 48 60322 Frankfurt am Main, Alemanha

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta

Senhor Jesus