Blog - Momento Kulzer

No mundo todo

Visões e pensamentos sobre a COVID-19

Nós perguntamos aos dentistas e técnicos de prótese de várias partes do mundo – como eles enfrentaram a COVID-19? Quais foram seus aprendizados? Aqui, compartilhamos suas opiniões e pensamentos!

Um desafio é desenvolver um procedimento operacional padrão com base nas diretrizes mais recentes, que estão sempre mudando. A máscara FFP3 não deixa de ser um dificultador na comunicação com os pacientes e definitivamente torna a odontologia muito mais árdua!

Amisha Patel, cirurgião-dentista em Manchester, Reino Unido

Fiquei surpreso em ver o quão mal preparados, em nível nacional, estávamos para uma pandemia, particularmente com respeito aos materiais (equipamento de proteção individual,etc.), embora uma pandemia estava certamente prevista. A nível médico profissional, fiquei bastante surpreso ao constatar que em muitas clínicas havia muita insegurança e até pânico. Aerossóis potencialmente infecciosos sempre foram nossa realidade diária e aprendemos a lidar muito bem com eles.

Dr. Dirk Vasel, Periodontista em Leinfelden-Echterdingen, Alemanha

Foi um período que talvez não tenha sido bom para muitos de nós, mas, por outro lado, tem sido uma oportunidade para refletir, pensar e priorizar novamente nossa vida social, científica, prática e econômica.

Sr. Kamal Jawabra, técnico dentário, Arábia Saudita

Além de estar mais atento à biossegurança e adotar novos hábitos de higiene e distanciamento social, temas importantes que surgiram com a pandemia foram priorizar a saúde mental e a paciência, principalmente com o descontrole sobre o futuro incerto no curto e longo prazo.

Prof. Jansen Ozaki, cirurgião-dentista, em São Paulo, Brasil

Eu e os membros do meu grupo “Think Adhesive Group” fomos obrigados a utilizar sistemas de comunicação, até então pouco explorados, como teleconferências, vídeo-chamadas e webinários. Vimos uma grande necessidade de ajuda, então publicamos um ebook chamado “Dentista e Covid-19: como gerenciar a prática odontológica no pós-emergência” e uma série de apostilas chamada “Think Adhesive Pills”. Isso só mostra como uma situação altamente crítica pode estimular e desencadear mecanismos de reação positiva para o futuro!

Dr. Riccardo Becciani, Dentista em Impruneta, Itália

Aprendi que a humanidade pode se adaptar a qualquer situação e tudo é uma mentalidade à qual o cérebro pode se adaptar. Durante o confinamento, me adaptei a um estilo de vida que nunca pensei que seria capaz de: ficar em casa, ficar com a família e me dar um objetivo todos os dias. Tive uma vida profissional muito ativa nos últimos anos com muitas viagens. Eu até tinha sete viagens profissionais planejadas para conferências e cursos nos meses de lock down. Todos elas foram canceladas e eu acabei em casa, com o único lugar para onde poderia viajar, sendo meu quintal.

Dr. Amir HadjHamou, Diretor da Elite Academy, Dubai, Emirados Árabes Unidos

Desde o surto de COVID-19, o que mais me impressionou foi o grande esforço feito pelo governo chinês e pela indústria odontológica para conter a pandemia. Eu não prestei atenção suficiente no início e pensei que, como dentista, minhas medidas de proteção de rotina deveriam ser suficientes para prevenir qualquer doença infecciosa respiratória. Posteriormente, os consultórios odontológicos foram fechados voluntariamente com o objetivo de evitar qualquer possível via de transmissão do vírus COVID-19, embora o governo não tenha intervindo na abertura dos hospitais públicos.

Wenjia Wei, Phd. Chefe do Departamento de Odontologia do Hospital Shanghai Tongren, China

Algumas lições que aprendi: mantenha-se conectado com os outros, continue trabalhando e mantenha-se ocupado. Aprenda algo novo (comecei a fotografar). Faça uma caminhada diária pela natureza. Leia artigos e assista a webinários. E, finalmente, não se esqueça de desfrutar de uma xícara de chá ou café com sua família e continuar esperando por um mundo e um futuro melhor.

Sr. Elie Fares, técnico dentário, Líbano

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta

Senhor Jesus