Blog - Momento Kulzer

O nascimento de uma nova geração

Como o mercado de trabalho está mudando

Na era da digitalização, os laboratórios de prótese precisam investir fortemente para atender com sucesso a dinâmica digital dos mercados. Para competir, eles precisam de tecnologias inovadoras, incluindo novos equipamentos e programas de computador complexos – e precisam de funcionários com o conhecimento adequado para operá-los. Isso, por sua vez, significa que os perfis de competência da equipe de laboratório mudaram. A demanda por especialistas com experiência em restauração CAD / CAM aumentou drasticamente nos últimos anos.

Jerome Richards

Diretor Associado da consultoria internacional de RH Charlton Morris

A chamada Geração Z, a grosso modo jovens nascidos após 1995 entram no mercado de trabalho com valores e expectativas completamente diferentes aos dos seus antecessores. Para serem bem sucedidos a longo prazo, os gestores  de RH e dos laboratórios enfrentam novos desafios – e novas oportunidades. Jerome Richards, diretor associado da consultoria internacional de RH Charlton Morris, oferece algumas dicas úteis para auxiliar em um processo de recrutamento bem-sucedido.

Compreendendo a nova geração de trabalhadores

Ao mesmo tempo, uma nova geração de trabalhadores está entrando no mercado de trabalho: a Geração Z é a primeira a crescer com a Internet. Eles têm o know-how necessário e também estão extremamente familiarizados com as possibilidades de um mundo em rede digital. Discussões, trocas e interações online fazem parte de sua vida cotidiana, o que resulta em mais comparações e mais questionamentos. A geração Z também tem valores diferentes: eles querem ser independentes. Abordam suas vidas profissionais de forma curiosa e aberta. Eles fazem uso de todas as possibilidades técnicas, querem criar de forma independente e se esforçam para um equilíbrio ideal entre vida profissional e pessoal. À medida que o tempo de lazer se torna cada vez mais importante para eles, as responsabilidades de gerenciamento tornam-se cada vez menos atraentes. Além disso, a lealdade da Geração Z para com empregadores específicos diminui, tornando os ativos intangíveis, como a marca do empregador, mais importantes.

Todo esse desenvolvimento não significa que os funcionários desta geração demonstrem menos disposição para desempenhar suas funções. Eles apenas precisam ser recrutados e motivados de forma diferente. Seja um processo de inscrição via WhatsApp, marketing de influenciador ou eventos digitais em escolas. Existem muitas abordagens inovadoras para atender a esse público-alvo. No entanto, nem todas as opções levam necessariamente ao sucesso. Os laboratórios são aconselhados a verificar quais medidas são adequadas para eles e com quais de seus funcionários a Geração Z pode se identificar.

Estruturas claras e uma marca corporativa consistente

Laboratórios que buscam por técnicos em prótese jovens, inovadores e altamente qualificados, mas por vezes ainda trabalham de forma antiquada, devem enfrentar enormes desafios. As contradições entre a imagem externa e a realidade são rapidamente reveladas pela World Wide Web. É por isso que é ainda mais importante que as empresas não apenas transmitam seus valores, por exemplo, em um vídeo de recrutamento, mas os vivenciem.

Apesar de tudo isso, algumas coisas permanecem iguais – até mesmo para a Geração Z. Assim como a Geração Y (1980 – 1994), eles buscam a autorrealização, o prazer no trabalho e o melhor ambiente de trabalho possível em termos de instalações físicas e relacionamentos. Além disso, o salário e o status associado ao trabalho também permanecem importantes. Para ser um empregador atraente, os laboratórios de prótese precisam criar pacotes de trabalho individualizados com horários flexíveis, variedades, desafios e uma proposta de remuneração vinculada ao desempenho.

Além disso, laboratórios de prótese que seguem seu próprio caminho com autenticidade e fazem um bom uso dos canais de mídia social podem reter funcionários treinados e qualificados com mais eficácia.

Onde está a Geração Z?

O WhatsApp é aplicativo de mensagens mais usado do mundo. Crie um bate-papo em equipe para perguntas e respostas sobre o trabalho de um Técnico em Prótese Dentária.

A Geração Z lê menos e usa formatos de vídeo curtos como o YouTube para transferência de conhecimento. Apresente a vida de um trainee em um videoblog (Vlog).

Imagens funcionam mais do que palavras. Crie um canal no Instagram para o seu laboratório e poste fotos do trabalho diário no laboratório.

Com o TikTok você mesmo pode editar facilmente seus vídeos. Que tal criar um concurso de dança no laboratório?

 

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta

Senhor Jesus