Blog - Momento Kulzer

Restauração indireta em resina composta

Resumo:

As restaurações diretas em resina composta constituem-se como uma das técnicas restauradoras mais realizadas pelos profissionais para a resolução estética em dentes anteriores e posteriores. Porém, quando ocorre uma maior destruição coronária nos dentes posteriores que compromete a face oclusal além de 1/3 da distância entre as cúspides, o ideal é que se indique restaurações indiretas em metal, cerâmica ou resina. A técnica restauradora indireta com as resinas compostas microhíbridas constituem-se numa alternativa clínica simples e com excelentes resultados mecânicos e estéticos. Este trabalho tem como objetivo relatar um caso clínico em que se preparou o dente 46 para confeccionar uma restauração indireta em resina composta com auxílio de um silicone de adição para modelo.

Introdução:

Os problemas que acometem os dentes posteriores, na maioria dos casos, estão relacionados às lesões cariosas iniciadas na dentição mista. Dentro deste contexto, o comprometimento dos tecidos dentários, bem como do órgão pulpar é importante e as vezes inviabilizando um tratamento restaurador mais simples 1-2. O desenvolvimento de novas resinas compostas tem proporcionado melhoria nas características mecânicas aumentando a resistência à abrasão e à compressão destes materiais bem como uma baixa contração de polimerização. A estes fatores, somam se às modificações nas características estéticas, com diferentes graus de opacidade e translucidez conferindo melhores resultados estéticos às restaurações. 3-4 As restaurações diretas em resina composta devem seguir um protocolo de execução clínica criterioso, que se inicia com exame clínico, confecção de modelos de estudo e escolha do material restaurador mais adequado à situação clínica específica.5 Dentre as possibilidades clínicas para restauração de dentes posteriores com grande destruição coronária, podemos indicar as restaurações indiretas em metal ou cerâmica 6-7. Como alternativa, a Odontologia Restauradora tem divulgado uma técnica indireta em resina composta com auxílio de um silicone de modelo, em que se prepara o dente, preparo do tipo onlay, molda-se este preparo com alginato e vaza-se um modelo com silicona de adição para posteriormente confeccionar a restauração em resina composta e para em seguida cimentar. Este trabalho tem como objetivo relatar um caso clínico em que se preparou o dente 46 para confeccionar uma restauração indireta em resina composta com auxílio de um silicone de adição para modelo.

Materiais Utilizados:

• Variotime® Monophase
• Charisma® Classic
• GLUMA® 2Bond

Relato de Caso Clínico:

Paciente 14 anos, gênero masculino, solicitou a restauração do dente 46 com grande destruição coronária. Após anamnese, exame clínico e radiográfico, contatou-se a vitalidade do dente foi sugerido ao paciente a realização de uma restauração indireta em resina composta (Figuras 01 e 02). Inicialmente, realizou-se uma regularização da parede pulpar com cimento de ionômero de vidro modificado por resina e resina composta definindo um núcleo de preenchimento. A seguir, realizou-se o preparo do tipo onlay com ponta diamantada 3131 e 4137 (Figuras 03 e 04). Na mesma sessão clínica, moldou-se o preparo com alginato e vazou-se no molde um silicone de adição monofásico de consistência regular Variotime® Monophase (Kulzer) para obtenção do modelo de trabalho (Figuras 05, 06 e 07) Seguiu-se com a confecção da restauração indireta em resina composta pela técnica incremental com resina composta micro híbrida Charisma® Classic (Kulzer) (Figuras 08, 09 e 10). Com a restauração concluída, procedeu-se ao isolamento absoluto do campo operatório e prova da restauração no remanescente dental preparado (Figuras 11 e 12). Condicionou-se o preparo com ácido fosfórico a 37%, por 30 segundos em esmalte. Após lavagem com jato de água por 60 segundos e secagem, aplicou-se o sistema adesivo GLUMA® 2Bond (Kulzer) e fotoativação por 20 segundos (Figuras 13, 14 e 15). No mesmo ato clínico, condicionou-se a superfície interna da restauração indireta em resina composta com ácido fosfórico 37% por 1 minuto, lavou-se por 2 minutos e secou-se (Figura 16). A seguir, aplicou-se silano e o sistema adesivo sendo fotoativado por 20 segundos (Figuras 17 e 18). Para finalizar o procedimento adesivo, aplicou-se um cimento resinoso dual autoadesivo – MaxCem Elite na cor transparente e inseriu-se a peça mantendo-a em posição por 1 minuto e removendo os excessos. Em seguida, fotoativou-se por 40 segundos em cada face do dente e aguardou-se o tempo total de 5 minutos para completa polimerização do cimento (Figuras 19, 20, 21 e 22). Após finalizada a restauração, removeu-se o isolamento absoluto do campo operatório e procedeuse a checagem dos pontos de contato, ajuste oclusal e acabamento com pontas de borracha abrasiva e escova de carbeto de silício (Figuras 18 e 19).

Autores:

• Francisco Fernandes Pereira de Souza
• Frederico dos Reis Goyatá
• Amália Moreno
• Célia Regina Moreira Lanza
• Ivan Doche Barreiros
• João Batista Novaes Jr

Fotos do caso:

  • Fig. 1- Aspecto clínico inicial
  • Fig. 2- Aspecto clínico inicial
  • Fig. 3- Preenchimento e preparo
  • Fig. 4- Preparo onlay
  • Fig. 5- Molde em alginato
  • Fig. 6- Vazamento do modelo de trabalho
  • Fig. 7- Modelo em silicona de adição
  • Fig. 8 - Inserção incremental da resina composta
  • Fig. 9- Inserção incremental da resina composta
  • Fig. 10- Finalização da restauração indireta em resina composta
  • Fig. 11- Restauração concluída
  • Fig. 12- Prova da restauração
  • Fig. 13 - Preparo dental
  • Fig. 14- Condicionamento ácido do preparo
  • Fig. 15- Aplicação do adesivo no preparo dental
  • Fig. 16- Condicionamento ácido da superfície interna da restauração
  • Fig. 17- Aplicação do silano
  • Fig. 18- Aplicação do adesivo
  • Fig. 19- Inserção do cimento resinoso
  • Fig. 20- Adaptação da restauração indireta em resina composta
  • Fig. 21 - Extravazamento dos excessos do cimento
  • Fig. 22- Excessos removidos e restauração finalizada
  • Fig. 23- Aspecto clínico final
  • Fig. 24- Aspecto clínico final

Você também pode gostar

Escreva um comentário

Cancelar resposta

Senhor Jesus